Casos de violência contra a mulher diminuem 22% no primeiro trimestre de 2022 em Manaus

Os casos de violência contra mulher apresentaram uma redução de 22% nos três primeiros meses do ano, em relação ao mesmo período do ano anterior, em Manaus. Os dados foram divulgados pelo Centro Integrado de Estatística de Segurança Pública (Ciesp), nesta quarta-feira (11).

Segundo os dados da Ciesp, da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), no primeiro trimestre deste ano, foram registradas 480 ocorrências de violência doméstica na capital.

Já nos três primeiros meses de 2021, os dados apontaram que 616 casos de violência contra mulheres foram registradas nas delegacias da cidade.

Crimes contra mulheres

 

Entre os registros, em março, um homem de 41 anos foi preso suspeito de agredir a esposa, uma mulher de 37 anos, no bairro Alvorada, na Zona Centro Oeste de Manaus.

Segundo a Polícia Civil, a vítima foi agredida com chutes depois de ter buscado os filhos, de 13 e 15 anos, em um abrigo. Isso porque, segundo a polícia, o padrasto não aceitava conviver com os enteados, e por esse motivo, os adolescentes decidiram fugir de casa.

Após as agressões, a mulher foi a pé até a Delegacia Especializada em Crimes Contra a Mulher, no bairro Parque Dez, Zona Centro-Sul da cidade, onde denunciou o crime.

No mesmo mês, uma mulher, que não teve a identidade revelada, foi assassinada com pedradas no rosto, na rua Mutuca, no bairro Japiim, Zona Sul de Manaus. A vítima ficou com a face desfigurada.

A perícia apontou que, a princípio, os criminosos tentaram matar a vítima com uma arma caseira, que acabou falhando. Por conta disso, os suspeitos atiraram uma pedra contra o rosto da mulher.

Ela teve esmagamento facial e traumatismo craniano. O corpo da vítima foi abandonado na rua, e os criminosos fugiram sem que fossem identificados.

Fonte: G1