Em reunião com líderes, Lira cobra votação de reforma tributária

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), convocou uma reunião de líderes nesta terça-feira (2) à noite para discutir a regulamentação da reforma tributária.

Além de líderes, foram ao encontro presidentes dos partidos. Na reunião, segundo relatos, Lira reafirmou o pedido de esforço das bancadas para votar a tributária antes do recesso parlamentar, que começa em 18 de julho.

Alguns líderes pediram ao presidente da Câmara mais tempo para discutir o projeto, com a sugestão de que o relatório só fosse publicado no sábado (6). A expectativa do entorno de Lira, porém, é de que o parecer sobre a reforma seja publicado entre hoje e amanhã.

A aprovação da reforma tributária é prioridade zero de Arthur Lira que deseja deixá-la como legado de seu período na presidência da Câmara.

Por isso, para deputados mais próximos a Lira, a proposta acabará sendo aprovada no prazo “exigido” por ele.

A interlocutores, Lira teria confidenciado a intenção de acelerar a reforma também para se dedicar à disputa interna na Casa. Ele pretende anunciar em agosto o nome que apoiará para sua sucessão.

Por ser um Projeto de Lei Complementar (PLP), a medida precisa de 257 votos na Câmara e, posteriormente, 41 no Senado.

A Emenda Constitucional que estabeleceu a reforma tributária foi promulgada em dezembro do ano passado. O principal efeito da mudança é a unificação de cinco tributos (ICMS, ISS, IPI, PIS e Cofins) em duas cobranças: a Contribuição sobre Bens e Serviços (CBS), a nível federal; e o Imposto sobre Bens e Serviços (IBS), a nível estadual. A administração do IBS será coordenada por um comitê gestor.

 

 

Fonte: CNN Brasil

Like
Cutir Amei Haha Wow Triste Bravo