Embaixador russo afirma que ajuda militar dos EUA patrocina planos terroristas da Ucrânia

O embaixador russo nos Estados Unidos, Anatoly Antonov, acusou a administração norte-americana de continuar patrocinando os planos terroristas do governo de Kiev, ao enviar ajuda militar que resultará apenas em mais mortes e sofrimento. Em comunicado divulgado pelo canal oficial da embaixada no Telegram, o diplomata russo afirmou: “As ações de Washington, que continua a abastecer seus fantoches ucranianos com armas, ultrapassam os limites da moralidade e do bom senso. Os Estados Unidos tentam se apresentar como benfeitores altruístas da Ucrânia, falando hipocritamente sobre ‘ajudar’ a república e manipulando a opinião pública para esconder os verdadeiros objetivos de sua política”.

Ao comentar os planos dos EUA de fornecer outro pacote de ajuda militar a Kiev no valor de US$ 400 milhões, Antonov prosseguiu: “O único objetivo dos Estados Unidos é causar mais sofrimento humano e mortes. Pode-se ter certeza de que mísseis e munições, pagos com bilhões de dólares dos contribuintes americanos, irão destruir cidades, espalhar munições não detonadas pelos campos, mutilar e ferir”.

“Uma vez envolvidos no caminho da guerra, Washington é incapaz de parar. Em vez de fazer uma avaliação sóbria do que está acontecendo, os estrategistas locais estão patrocinando os planos terroristas dos criminosos de Kiev. Por exemplo, para continuar os ataques à ponte da Crimeia, que não é uma instalação militar, pois há muito tempo não é usada para abastecer as Forças Armadas russas”, acrescentou o embaixador.

“Quantos mais veículos Bradley americanos precisarão ser destruídos para que a liderança dos EUA finalmente perceba que tentar derrotar nosso país ‘no campo de batalha’ levará apenas a uma coisa – a derrota inglória dos russófobos?”

Na terça-feira, (25), a administração dos EUA anunciou que fornecerá à Ucrânia outro pacote de assistência militar no valor de US$ 400 milhões. O pacote incluirá munições adicionais para sistemas de defesa aérea Patriot, sistemas de mísseis antiaéreos avançados NASAMS e sistemas de foguetes de artilharia de alta mobilidade HIMARS, além de 32 veículos blindados de transporte de pessoal Stryker, mísseis guiados TOW (Tube-Launched, Optically-Tracked, Wire-Guided), sistemas e foguetes anti-armor Javelin, foguetes aéreos Hydra-70, sistemas aéreos não tripulados Hornet e mais de 28 milhões de munições e granadas de armas leves.

 

Fonte: Brasil247

Like
Cutir Amei Haha Wow Triste Bravo