Lula sanciona programa Mover e taxação das “blusinhas”

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) sancionou, nesta quinta-feira (27/6), o projeto de lei (PL) nº 914/2024, que cria o programa de Mobilidade Verde e Inovação (Mover) e contempla um “jabuti”, a taxa as compras internacionais de até US$ 50.

A assinatura ocorreu em reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico Social Sustentável, o Conselhão. Segundo o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, a taxação passa a valer a partir de 1º de agosto. Ou seja, para as compras feitas depois desta data haverá uma cobrança de 20% do tributo.

O ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, afirmou que, junto à lei, será publicada uma medida provisória (MP) que traz ajustes no texto. Um deles trata da isenção de imposto sobre a importação de medicamentos.

“Do jeito que estava o texto, existia dúvida se teria preço na taxação de medicamentos para pessoas físicas”, pontuou o ministro.

O Mover é um tema caro ao vice-presidente da República e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Geraldo Alckmin. O projeto irá incentivar veículos e combustíveis sustentáveis.

A taxação das compras internacionais é considerado um “jabuti”, ou seja, matéria estranha ao tema do texto legal e foi implementada no Mover durante a tramitação do PL no Congresso Nacional.

Como funciona a taxação?

Os produtos internacionais de até US$ 50 receberão taxação de 20%. Atualmente, itens de menor valor são isentos de impostos e, acima de R$ 50, será feita uma cobrança de 60% no valor da compra.

 

 

Fonte: Metrópoles 

Like
Cutir Amei Haha Wow Triste Bravo