‘Mostra de Cinema Espanhol’ começa nesta terça (18) no Centro de Manaus

A “Mostra de Cinema Espanhol Contemporâneo” começa nesta terça-feira (18), no Cineteatro Guarany, na Avenida Sete de Setembro, anexo ao Palácio Rio Negro, Centro de Manaus. A programação gratuita segue até sexta-feira (21), sempre às 18h30.

Todos os filmes da mostra serão exibidos na íntegra, em suas versões e idiomas originais, com uso de legendas em português.

Durante os quatro dias, serão apresentados filmes premiados em diversas categorias de festivais internacionais de cinema, com o objetivo de revelar a diversidade cultural e linguística da Espanha e as diferentes comunidades do país.

Confira programação

 

Terça-feira (18)

 

Será exibido o filme “Campeões (Campeones)” de Javier Fesser. O principal gênero é a comédia, e a obra possui 124 minutos de duração.

O longa conta a história de Marco, um treinador profissional de basquete que se encontra um dia em meio a uma crise pessoal, treinando um time formado por pessoas com deficiência intelectual. A classificação é livre para todos os públicos.

Quarta-feira (19)

 

Será a vez da obra “O Que Arde (Lo Que Arde)”, do diretor Óliver Laxe.

O protagonista é Amador, um notório incendiário galego que, depois de sair da prisão, vive uma vida tranquila na pequena vila onde nasceu, até que tem o seu cotidiano interrompido quando um incêndio em uma floresta próxima devasta a região. O filme, de 2019, possui duração de 85 minutos. Se encaixando dentro do gênero drama, o longa não é recomendado para menores de 14 anos.

Na quinta (20)

 

serão exibidas duas obras em um mesmo dia, ambas do gênero documentário. Com 75 minutos de duração, “Generación: Buñuel Lorca Y Dalí”, que traça a trajetória do trio de ouro da cultura espanhola do século XX, Luis Buñuel, Federico García Lorca e Salvador Dalí, como nunca antes vista.

E o documentário “Terra de Pandeiretas”, que mostra a riqueza da música e da tradição cultural do nordeste espanhol, trazendo ao espectador a musicalidade e oralidade passada de geração em geração, tendo as mulheres como elo principal.

Na sexta-feira (21)

 

Na data, o cineteatro recebe o filme “Yuli”, sob direção de Icíar Bollaín.

Yuli é um talentoso dançarino que, apesar da pressão vinda da família, não quer ser bailarino. Forçado a ter aulas com um professor empenhado em fazer dele um grande artista, Yuli começa a fazer história na cidade onde mora, e logo se vê obrigado a tomar uma difícil decisão.

A obra mescla no enredo temáticas dos gêneros drama e biografia. A duração do longa é de 115 minutos, e a classificação indicativa é para maiores de 12 anos de idade.

Fonte: G1

Like
Cutir Amei Haha Wow Triste Bravo